A arte de não se preocupar

Por Andrés Calil em 11 de Maio/2020 às 14:38

“Se um problema não tem solução, solucionado está” – Esta frase com certeza foi dita muito mais vezes do que ouvida, e na maioria das vezes, dita por alguém que não a entende também.

Por que é tão difícil não se preocupar? Com o passar dos anos fui percebendo em mim mesmo diversos motivos que me faziam descabelar à toa… Nesse sentido, entender esses motivos e as consequências dos problemas pode fazer com que você durma mais confortavelmente à noite.

Dito isso, quando você estiver com problemas prestes a gerar aquela dor de cabeça incômoda, faça à si mesmo as seguintes perguntas:

Esse problema é realmente grave?

Quando alguém diz que está gripado, você logo lembra de uma vez que quase morreu de pneumonia. Em outras palavras, temos essa mania de querer superar os outros mesmo que seja em coisas ruins e por isso acabamos supervalorizando nossos problemas.

Muitas vezes fazemos isso pelo simples fato de poder contar aos outros “Estou com um problemão”. Afinal, esse problema é grande mesmo, ou será que ele é minúsculo e você está ampliando-o para se dar importância?

Estou mais preocupado com o problema ou com a opinião dos outros?

Outro grande inimigo nessas horas é a nossa necessidade de aceitação. Posto que as outras pessoas estão a par do seu problema você pode se sentir intimidado a parecer preocupado, mesmo sem estar.

Definitivamente muita gente se sente envergonhada por estar calma numa situação onde os outros estão tensos, e isso pode fazer com que se dê uma atenção desnecessária ao problema.

Não vale a pena, o profissional de verdade não precisa se descabelar.

Tenho um problema que não consigo lidar, o que fazer?

Primeiramente, andar de um lado para o outro só vai fazer um buraco no chão. Faça alguma atividade não relacionada ao seu problema para tirá-lo da cabeça por um tempo. Como resultado você ficará mais calmo, nesse momento sente-se e pense em todas as possibilidades que você tem.

Se achar melhor você pode coloca-las num papel e tentar definir em qual ordem você pode tentar cada uma delas.

Quais as consequências, se tudo der errado?

Em síntese essa é a origem de toda a preocupação: O Medo! Mas, medo do que? Qual a pior coisa que pode acontecer com você? Ser demitido? Pessoas são demitidas justa e injustamente todos os dias e ninguém morre por causa disso (ok, quase ninguém). Mais cedo ou mais tarde você iria sair dessa empresa de qualquer forma.

Se você for uma pessoa competente, confiante, que gosta do que faz e que tem um bom portfólio, ser demitido pode até ser aquela chance que você precisava para buscar algo melhor.

Você não tem que ter medo de ser mandado embora, você tem que ter medo de se tornar acomodado e desatualizado.


Mais em Tudo Sobre Nada

© 2020MePixa! - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade